Notícia

Operação de Translocação Salva "Tinga": Um Resgate para a Conservação do Peixe-Boi-Marinho

16/05/2024        

Em um esforço colaborativo entre a Fundação Mamíferos Aquáticos, o Centro Mamíferos Aquáticos – ICMBio e a Associação Peixe-boi, uma operação de translocação foi executada com sucesso no dia 20 de abril, visando garantir a segurança e o bem-estar do peixe-boi-marinho "Tinga". O animal foi transferido da praia de Lagoa Azeda, em Alagoas, para a Base Avançada do Centro Mamíferos Aquáticos/ICMBio em Porto de Pedras, no mesmo estado.

A necessidade dessa translocação emergiu de preocupações relacionadas à saúde e à segurança de "Tinga", especialmente após um trágico incidente no qual ele foi ferido por um objeto cortante entre o litoral sul de Alagoas e o norte de Sergipe. Diante dessa situação, a equipe do Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho, em colaboração com o Centro Mamíferos Aquáticos/ICMBio, conduziu uma avaliação cuidadosa e determinou que transferi-lo para uma área protegida, onde pudesse receber tratamento contínuo, seria a melhor opção para sua recuperação.

Com 21 anos de idade e uma história de resiliência notável, "Tinga" foi resgatado ainda filhote na Praia Redonda, em Icapuí (CE), e passou por um processo de reabilitação no Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos, em Itamaracá, antes de ser reintroduzido na natureza. Sua transferência para a Base Avançada do CMA-ICMBio em Porto de Pedras marca mais um capítulo importante em sua jornada, onde receberá tratamento especializado e monitoramento constante.

O Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho, realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos em parceria com a Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, reafirma seu compromisso com a proteção e conservação dos sirênios. Expressamos nossa gratidão à comunidade local, às autoridades ambientais e a todas as partes envolvidas nesta operação de translocação. O bem-estar de "Tinga" e de todos os peixes-bois-marinhos é uma prioridade absoluta, e ações como esta são cruciais para garantir um futuro sustentável para esses mamíferos aquáticos em nossas águas costeiras.

Ao encontrar um peixe-boi-marinho, é fundamental manter uma distância segura, admirando-o de longe sem perturbá-lo ou agredi-lo, respeitando sua área de uso. Esta precaução é essencial para garantir a segurança tanto do animal quanto do observador. Se você avistar um peixe-boi em perigo, machucado ou encalhado, entre em contato com o Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho/Fundação Mamíferos Aquáticos pelos telefones: (83) 99961-1338 / (83) 99961-1352 (WhatsApp) / (79) 99130-0016.

Compartilhe com os amigos!